Vendas de carros caem quase para metade

As vendas de carros vêm caindo de mês para mês e o balanço dos primeiros sete meses do ano não é nada animador. Antes pelo contrário: verificou-se uma quebra de 43,2% no número de automóveis ligeiros comercializados em Portugal.

No total, foram vendidos 71.582 unidades, das quais 62.661 são ligeiros de passageiros, segundo os dados da Associação Automóvel de Portugal. Este segmento registou uma quebra de 41% nas vendas, ao passo que as vendas de ligeiros comerciais de passageiros caíram 54,9% (foram vendidas 8.921 unidades). No caso dos veículos pesados, o recuo foi de 43,8%, para 1.178. 

Contas feitas, o mercado automóvel em Portugal travou 43,2% até julho.

Balanço do mês de julho

Já o balanço do mês de julho revela que as vendas de automóveis ligeiros baixaram 38%: uma quebra de 35,1% no caso dos ligeiros de passageiros, para 9.257 carros e de 54,8% no caso dos comerciais de passageiros, para 1.114. «A conjuntura económica fortemente negativa conjugada com o aumento da fiscalidade em 2012» colocaram este último mercado «praticamente em queda livre».

Quanto aos veículos pesados, a quebra foi de 11,9%, para 178 unidades. 

Em julho, o mercado automóvel recuou então 37,7% em Portugal, para um total de 10.549 veículos comercializados.

Ainda assim, a ACAP salienta que, pelo menos no que toca aos automóveis ligeiros de passageiros, que representam o grosso dos veículos vendidos em Portugal, «a variação homóloga não foi tão acentuada como nos meses anteriores, o que se deve ao facto de o mercado ter começado a acentuar uma evolução fortemente negativa a partir do segundo semestre de 2011. Por esta razão, serão de esperar quedas homólogas menos desfavoráveis nos próximos meses, mas com o mercado a apresentar níveis historicamente baixos».

fonte:http://www.agenciafinanceira.iol.pt/

publicado por adm às 22:16 | comentar | favorito