Passos impõe férias "cá dentro" ao ministros

O primeiro-ministro proibiu os seus ministros de fazerem férias no estrangeiro, para evitar críticas desnecessárias.

Segundo o semanário "Sol", Pedro Passos Coelho pediu aos ministros para este ano não fazerem férias no estrangeiro. O primeiro-ministro quer que os ministros mostrem bom-senso, numa altura em que os portugueses vivem um período de dificuldades.

O semanário revela que ao contrário do que sucedeu no ano passado, este Verão os membros do Governo terão direito a gozar alguns dias de descanso, que não ultrapassarão, ainda assim, os 15 dias. Férias estas que deverão ser recatadas, recomenda Passos Coelho.

Nesse sentido, não só os ministros terão de resistir à tentação de se enfiarem num avião e fugirem para longe das dores de cabeça dos últimos meses de governação, como até mesmo por cá deverão adoptar um registo de férias discreto, fugindo a imagens de 'resorts' luxuosos.

A esmagadora maioria dos ministros, diz o "Sol", deverá gozar férias entre o final de Julho e a primeira quinzena de Agosto, até porque no final desse mês o Governo recebe nova visita da equipa da troika para a quinta avaliação do programa de ajuda.

fonte:http://economico.sapo.pt/n

publicado por adm às 22:44 | comentar | favorito
tags: