Cada vez mais famílias pedem para pagar a luz em prestações

A EDP tem vindo a registar um aumento dos pedidos de pagamento das faturas de eletricidade em várias fases, por impossibilidade de pagar os valores na totalidade, disse hoje fonte oficial da elétrica. Questionada sobre o número de contratos suspensos devido à falta de pagamento das faturas, fonte oficial da EDP disse não ter dados disponíveis sobre o assunto.

"Temos vindo a registar um aumento dos pedidos de pagamento faseado das faturas", revelou a fonte, esclarecendo que a EDP "tem sido sensível" a este assunto, nomeadamente tendo em conta a crise económica que o país atravessa. "Temos verificado que a dívida não é tão alta", já que também existe "a tarifa social de apoio extraordinário", a qual tem recebido várias candidaturas.

Em entrevista à Lusa, o secretário-geral da DECO, Jorge Morgado, defendeu hoje o aumento da tarifa social da água e eletricidade, considerando que a atualização da mesma não cobriu "sequer" o aumento da taxa do IVA de 21% para 23%, este ano.

Também o abastecimento de água canalizada está a ser todos os meses cortado a cerca de 3 mil famílias que não têm condições económicas para pagar a fatura.

A DECO recomenda aos consumidores em incumprimento, ou à beira disso, que sejam pro-ativos e contactem os seus credores ou a DECO, evitando agravar a situação: "O pior é as famílias tentarem esconder o problema ou adiarem a sua resolução, pois entram numa espiral difícil de resolver", defendeu.

fonte:;http://www.dinheirovivo.pt/E

publicado por adm às 23:38 | comentar | favorito
tags: