Negócios imobiliários com queda histórica de 44%

O peso das transacções imobiliárias no PIB caiu para 3,7% em 2011, metade do que valia um ano antes.

Em 2011 foram comunicadas ao Instituto da Construção e do Imobiliário (InCI) 41.050 transacções imobiliárias, no total de cerca de 6,4 mil milhões de euros. As comunicações ao regulador representam uma queda histórica nos negócios realizados no ano passado. O montante global caiu quase metade face a 2010: foram menos cinco mil milhões de euros de transacções, uma quebra de 44%.

Os números confirmam a crise sem precedentes no sector e os valores mais baixos da última década, numa altura em que as transacções imobiliárias representam 3,7% do PIB nacional, contra os 7% que representavam há dois anos.

"Em 2011 foram comunicadas ao InCI o um total de 41.050 transacções imobiliárias, o que representa uma variação de menos 37% [menos 24.027 transacções] face a 2010. Esta diminuição reflecte a tendência da fileira da construção e do imobiliário, sectores nos quais a crise tem tido especial incidência", revelou ao Diário Económico fonte oficial do ao regulador da actividade da construção, mediação e angariação imobiliária. O InCI dá ainda conta que as transacções imobiliárias comunicadas, no ano passado, ascenderam a 6,4 mil milhões de euros, menos 44% [cinco mil milhões de euros] face ao período homólogo.

fonte:http://economico.sapo.pt/n

publicado por adm às 08:24 | comentar | favorito
tags: