Vendas de carros caem a pique em junho: 37%

As vendas de carros em Portugal estão a travar a fundo. Só em junho, a comercialização de automóveis ligeiros caiu 37% face ao mesmo mês do ano passado.

«O mercado de automóveis ligeiros de passageiros não foi além das 10.805 unidades», lê-se no site da Associação Automóvel de Portugal (ACAP). 

Para se ter uma ideia de como o mercado está em crise, este foi «o pior mês de junho do período pós-liberalização do mercado, ou seja, desde 1988», ou seja, dos últimos 24 anos.

O balanço do primeiro semestre é, sem surpresas, bastante negativo. Venderam-se, no total, 53.406 unidades, o que se traduz numa «forte contração de 41,9%» face à primeira metade de 2011. 

A queda foi transversal aos vários tipos de automóveis

Entre os veículos comerciais, diz a ACAP que se verificou uma «nova queda fortíssima», superior a metade. O recuo foi, em pormenor, de 53,4%, tendo sido vendidos apenas 1.313 veículos. E, no balanço dos primeiros seis meses, o mercado não foi além das 7.806 unidades, menos 55%. 

Os veículos pesados seguem a tendência: no mês passado foram vendidos menos 42,9%, num total de 121 veículos. As vendas destes automóveis ficaram-se pelas 999 unidades no semestre terminado em junho (-47,3%). 

Estes dados foram conhecidos precisamente no dia em que foi divulgado que Portugal é o país europeu com omaior travão no crédito ao consumo e, precisamente, para compra de automóveis. 

fonte:http://www.agenciafinanceira.iol.pt/

publicado por adm às 21:24 | comentar | favorito