Salários e promoções congelados em 2012 e 2013

Não há outra alternativa no horizonte: os salários e as promoções na carreira dos funcionários públicos são para ficar congelados também em 2012 e 2013.

«O congelamento de salários é uma medida que terá de ser considerada durante toda a duração do programa» acordado com a troika, afirmou esta quarta-feira o ministro das Finanças, durante a apresentação aos jornalistas do documento de estratégia orçamental para os próximos quatro anos. 

Vítor Gaspar argumentou que, em causa, está a «imposição das condições de austeridade e de sacrifício que vivemos». Não há outro remédio. 

Para além disso, será feita uma «racionalização das horas extraordinárias e ajudas de custos». Estas medidas vão permitir o reforço da redução das despesas com pessoal. 

No que toca às pensões, 2012 e 2013 também vão ser anos de congelamento. Escapam apenas as pensões mais baixas (mínimas e rurais) que serão actualizadas à taxa de inflação. 

A contribuição especial sobre as pensões acima de 1.500 euros também é para ir avante, em linha com os cortes salariais que foram decretados na Função Pública ainda pelo Governo de José Sócrates..

fonte:http://www.tvi24.iol.pt/

publicado por adm às 23:38 | comentar | favorito