EDP vai compensar clientes com contadores avariados

A EDP vai compensar "muito em breve" os 30.000 clientes prejudicados por um desacerto horário nos contadores de electricidade.

A informação foi avançada à Lusa pelo presidente da EDP Distribuição, adiantando que nesta situação estão 30.000 consumidores devidamente identificados.

"Fizemos uma análise exaustiva e sabemos quantos contadores estão afectados, o nome e a morada dos clientes a ser compensados e, logo que o regulador defina, accionaremos os mecanismos para proceder ao pagamento", disse o presidente da EDP Distribuição, João Torres.

Em declarações à Lusa, João Torres explicou que os contadores em que foram detectadas avarias estão a ser substituídos, um processo que deverá estar concluído ainda este mês, referindo que a eléctrica vai "actuar junto dos fornecedores dos contadores na devida medida".

A DECO denunciou na passada terça-feira a existência de anomalias nos relógios de cerca de 60 por cento dos contadores bi e tri-horários, numa análise a 165 habitações, considerando que o erro pode afectar 480.000 consumidores que estão a pagar mais do que deveriam na sua conta da electricidade.

Mas as contas da eléctrica liderada por António Mexia apontam para 70.000 contadores com avarias, sendo que apenas em 30.000 casos os consumidores são prejudicados.

"Identificámos uma série limitada de contadores onde aconteceu aquela avaria, que se traduz no funcionamento menos correcto do relógio, sendo que encontrámos cerca de 30 mil contadores em que os clientes estariam a ser penalizados e também encontrámos cerca de 40 mil contadores em que o defeito [hora adiantada] beneficia o cliente", afirmou o presidente da EDP Distribuição.

Segundo o responsável, em relação aos 40.000 clientes que estarão a ser beneficiados, "a EDP Distribuição vai assumir a responsabilidade e não vai reclamar".

Já a DECO defende que, em ambos os casos -- atraso ou adiantamento da hora -, o contrato não está a ser cumprido e, por isso, há lugar a compensação.

A EDP considera que "ao fim do dia a tarifa [bi-horária] é mais utilizada e não tanto no início da manhã", justificando que neste caso os clientes são beneficiados por entrarem antes que previsto na tarifa mais económica.

João Torres realçou à Lusa que, desde que a avaria foi detectada, a EDP informou a entidade reguladora (a ERSE) e a DECO, forneceu toda a informação e fez um trabalho de campo para identificar a dimensão da questão e iniciar, de imediato, a substituição dos equipamentos.

"Agora, esperamos que o mecanismo de compensação esteja definido para o levarmos de imediato à prática", acrescentou, realçando ainda que a avaria "pontual" afecta 0,5% dos seis milhões contadores da empresa. 
Segundo a análise realizada pela DECO, "apenas 41 por cento dos aparelhos tinham a hora real ou erros até dois minutos", realçando que foram detectados "nove casos particularmente graves, com diferenças iguais ou superiores a uma hora".

O que acontece é que os consumidores deslocam os seus consumos para o horário mais económico, consoante os tarifários contratados, mas, devido ao desacerto dos contadores, parte desses consumos faz-se em tarifas mais caras.

Esta manhã, a DECO tinha recebido reclamações de 3.000 consumidores.

fonte:http://economico.sapo.pt/

publicado por adm às 23:18 | favorito