Filmes: os 10 maiores fracassos de bilheteira

A Walt Disney Studios anunciou esta semana que estava a gastar 200 milhões dólares (158.3 milhões de euros)neste trimestre, com o filme de fição científica John Carter.

Se o filme continuar a ser um fracasso de bilheteira, irá obrigar os estúdios da Disney a enfrentar um prejuízo operacional que poderá ficar entre os 80 milhões de dólares (63,3 milhões de euros) e os 120 milhões (95 milhões de euros).

O filme John Carter é a prova de que lucrar com a arte não é uma ciência exata. E, se o fracasso se concretizar, irá ganhar a distinção do maior desatre de bilheteira de todos os tempos, como avança a «TIME». 

A Walt Disney revela ainda os dez filmes que perderam mais dinheiro até agora:

1º)«Cutthroat Island»: de 1995, o filme conta no elenco com Matthew Modine e Geena Davis. Este romance precede, em oito anos a saga «Piratas das Caraíbas». Um filme de capa e espada como fundo, com direito a canhão e tanto. O filme foi o maior flop de todos os tempos registando uma perda de cerca de 148 milhões de dólares.

2º)«The Alamo»: de 2004, com Thomas Joel Davidson, Billy Bob Thornton, Patrick Wilson e Kevin Page. Este drama foi concebido com vista ao Óscar e contava com Ron Howard como diretor. Mas, a Disney recusou o seu orçamento. O filme teve um saldo negativo de 146.644.313 dólares.

3º)«The Adventures of Pluto Nash»: de 2002,é um filme que se passa dentro de uma nave espacial e conta com Rosario Dawson, Randy Quaid, and Eddie Murphy as Pluto Nash. Esta comédia, uma mal concebida fição científica, foi um desperdício. Ajustado pela inflação, o filme teve uma perda de 145.877.124 dólares.

4º)«Sahara»: de 2005, com Penelope Cruz e Matthew McConaughey. A produção do Sahara e os custos de marketing ficaram em mais de 240 milhões de dólares. Alguns dos exemplos de despesas exóticas incluem centenas de milhares de dólares em subornos, em Marrocos, onde o filme foi gravado. O filme registou perdas de 144.857.030 dólares.

5º)«Mars Needs Moms»: bomba épica de 2011 que provocou o luto na Walt Disney. O filme de animação deu um prejuízo de 140.513.991 dólares. 

6º)«The 13th Warrior»: tem como protagonista Antonio Banderas e é de 1999. Os estúdios da Disney apostaram fortemente neste épico, depositando fé no seu sucesso. Apesar do dinheiro gasto, o produto final ficou tão mau que Omar Sharif, que participou no filme, resolveu aposentar-se. Dito isto, o filme perdeu 137.142.407 dólares.

7º)«Town & Country»: com um elenco de luxo, Warren Beatty, Gary Shandling, Goldie Hawn e Diane Keaton, o filme de 2001 não conseguiu levar os fãs ao cinema porque não traz nada de novo: homens e mulheres com crises de meia-idade. Com um orçamento de 105 milhões de dólares, arrecadou pouco mais de 10 milhões no mundo inteiro. As perdas somam 124.202.203 dólares.

8º)«Speed Racer»: com Emile Hirsch, este remake de 2008 é carregado de efeitos especiais e baseado numa série dos anos 60. Teve um custo para produção e promoção de 200 milhões de dólares. Apesar de não ser tão mau como apontaram os críticos, os custos foram muito elevados para superar. Os efeitos especiais, que conquistaram os fãs de Tarantino foram demais para o público alvo: crianças. O prejuízo foi de 114.479.584 dólares.

9º)«Heaven¿s Gate»: com Kris Kristofferson. O diretor Michael Cimino teve carta branca para este filme de 1980. Cimino gastou imenso dinheiro com pormenores e depois de realizado, a crítica desprezou o filme e os fãs nem chegaram a vê-lo. O filme teve um prejuízo gritante de 114.281.677 dólares.

10º)«Stealth»: com Jamie Foxx, Jessica Biel e Josh Lucas. No ano de 2016, a Marinha desenvolve uma aeronave super inteligente e não tripulada chamado «Edi». Quando é atingida por um raio, pára de receber pedidos e quase começa a III Guerra Mundial. Em 2005, ninguém se importou com o tema. Apesar de ter Rob Cohen, foi um fracasso e o prejuízo foi de 111.700.123 USD.

fonte:http://www.agenciafinanceira.iol.pt

publicado por adm às 22:25 | comentar | favorito