Campanha do Pingo Doce paga pelos produtores

A cadeia de supermercados não comenta, mas Associação Portuguesa de Empresas de Produtos de Marca garante que se confirmam as piores expetativas e que os produtores já estão a pagar as campanhas de mega-desconto das distribuidoras, em particular, do Pingo Doce.

A Centromarca, Associação Portuguesa de Empresas de Produtos de Marca, garantiu à TSF que, ultimamente, a cadeia de supermercados Pingo Doce contactou os produtores para pedir comparticipações em dinheiro que visam pagar as campanhas especiais ou promoções.

O Pingo Doce tenta a renegociação dos contratos com vista ao aumento das margens de 2 a 3,5% na venda final, disse o presidente da Centro Marca, João Paulo Girbal, à TSF, referindo que se trata do pior cenário que se afigurou possível aquando do mega-desconto do 1º de maio e das campanhas que se seguiram.

João Paulo Girbal afirma, no entanto, que o que está a ser pedido a cada produtor pode não ser igual em todos os casos, dado que não é só o Pingo Doce a única cadeia de supermercados envolvida, contudo o responsável não nomeou outros hipers.

«Os temas andam à volta de um aumento de margem pedido pelo distribuidor que variará entre 2 e 3,5% a partir de maio, uma verba que o produtor teria de entregar ao Pingo Doce, uma renegociação de contratos e verbas para reforço de competitividade».

O presidente disse ainda que os produtores têm medo de represálias se não aceitarem as condições propostas pelos supermercados, mas a realidade é que estes não têm condições para aceitar as novas regras dos supermercados.

«A prazo o que nós vemos é um desaparecimento do emprego, do investimentos na produção local e um aumento da importação em determinadas áreas em que nós deixamos de ter capacidade produtiva», concluiu o presidente da associação que representa mais de 50 empresas e 900 produtos de marca.

Questionado pela Agência Financeira, o Pingo Doce não quis prestar qualquer declaração, adiantando apenas que sobre o assunto já tinha sido tudo dito

fonte:http://www.agenciafinanceira.iol.pt/

 

publicado por adm às 23:16 | comentar | favorito