Novos passes. Governo dá bónus maior a Lisboa do que ao Porto

Os utentes de transportes públicos mais pobres do Porto são mais penalizados que os de Lisboa quando forem pedir o novo passe social, medida anunciada ontem pelo Ministério da Economia.

De acordo com cálculos do Dinheiro Vivo, a bonificação média que o Governo dará aos elementos das famílias mais pobres da região da Grande Lisboa rondará os 28% (diferença entre o preço normal dos passes e o custo do novo "Passe Social +"). No Grande Porto, o desconto para os mais carenciados será, em média, 25% face ao preço normal, actualizado a 1 de Agosto último.

Confrontado com estas diferenças, o Ministério da Economia escusou-se a dar quaisquer explicações adicionais.

Como noticia a edição de hoje do DN/Dinheiro Vivo, a atribuição destes bónus aos utentes mais carenciados é bastante limitada pois só abrange os passes intermodais, deixando de fora todos os combinados e os passes próprios (emitidos em exclusivo pelas transportadoras). Isto é, a tarifa social só se aplica aos passes intermodais de Lisboa (Carris/Metro, toda a série L, às modalidades 12, 23 e 123) e aos intermodais do Porto (as nove zonas do Andante).

De acordo com o ministério liderado por Álvaro Santos Pereira, as bonificações às famílias mais pobres, cujo rendimento médio individual seja inferior a 545 euros brutos por mês, serão relativamente generosas e mais do que compensam o aumento médio de 15% das tarifas dos transportes decretado no início de Agosto.

O bónus mais baixo acontece no caso do passe Andante Z3 (Porto), com um desconto de 24,9%; o mais generoso surge no caso do L123, em que a bonificação chega aos 29%.

fonte:http://www.dinheirovivo.pt/

publicado por adm às 16:33 | favorito
tags: