Menos dois mil chefes? Municípios contra

As câmaras municipais não aceitam uma redução em 30% dos lugares de chefia nos seus próprios serviços, o que poderá significar um corte de dois mil diretores.

A medida - acordada com a «troika» - vai a Conselho de Ministros na próxima quinta-feira, mas os municípios manifestam já total oposição ao Governo. Acusam ainda o Executivo de Passos Coelho de elevar para o dobro o que inicialmente estava estipulado.

Sem o presidente Fernando Ruas por perto, o Conselho Diretivo da Associação Nacional de Municípios (ANMP) mostrou-se contra esta redução «mais papista do que o Papa». O mesmo órgão evidenciou ainda total oposição no que respeita à lei dos compromissos que impõe novas regras para a administração pública. Por isso, vão pedir inconstitucionalidade da lei.

fonte:http://www.agenciafinanceira.iol.pt

publicado por adm às 22:04 | comentar | favorito