Exportação de ouro aumentou 75 vezes em quatro anos

As exportações de ouro de Portugal cresceram muito rapidamente nos últimos anos, tendo atingido no ano passado os 519 milhões de euros, segundo dados do Instituto Nacional de Estatística (INE).

 

Este é um valor muito superior ao que se registava ainda em 2007. Nesse ano, as exportações estavam nos 6,9 milhões de euros -- 75 vezes menos.

As estatísticas do INE mostram que as exportações de ouro dispararam a partir de 2008. Até esse ano, o valor do ouro não-monetário (isto é, sem incluir transacções com as reservas de ouro do Banco de Portugal) vendido por Portugal ficava abaixo dos dez milhões de euros.

Em 2008, esse valor disparou para 33,4 milhões. No ano seguinte, chegou-se aos 102 milhões.

Coincidindo com a proliferação de estabelecimentos de compra de ouro usado e com o agravamento da crise económica, os valores das exportações de ouro mais do que duplicaram em 2010 e 2011.

Ainda segundo dados do INE, nos primeiros dois meses deste ano o valor do ouro exportado por Portugal aumentou mais ainda: 67 milhões de euros em Janeiro, 65,7 milhões de euros em Fevereiro -- mais do dobro do valor das exportações nos mesmos meses em 2011.

Parte deste crescimento é explicável pela subida na cotação do ouro. Segundo números do Banco de Portugal, o preço do ouro nos mercados internacionais quintuplicou nos últimos dez anos.

Porém, apesar de significativo, este aumento só justifica uma pequena fatia do crescimento explosivo das exportações portuguesas de ouro nos últimos quatro anos. A maior parte do crescimento foi mesmo em volume, não em preço.

Pelo contrário, as importações de ouro registaram uma quebra substancial. Até 2003, estavam acima dos 100 milhões de euros por ano; no ano passado, ficaram-se pelos 63 milhões, o equivalente a pouco mais de 12 por cento das exportações.

E para onde vai o ouro português? Ainda segundo os números do INE, no ano passado a grande maioria das exportações dirigiu-se a quatro mercados, todos na zona euro: Bélgica, Espanha, Itália e Alemanha.

No entanto, a importância da Bélgica é preponderante: dos 519 milhões de euros de exportações totais de ouro, 310 milhões tiveram este país por destino.

A Bélgica como destino do ouro português é um fenómeno muito recente. Em 2007, e nos anos anteriores, as exportações de ouro para a Bélgica tinham sido zero.

fonte:http://www.cmjornal.xl.pt/


publicado por adm às 20:03 | comentar | favorito