EDP: chineses recebem primeiros dividendos de 144 milhões

O novo acionista da EDP, China Three Gorges, vai receber cerca de 144 milhões de euros em dividendos relativos ao exercício de 2011 pela participação de 21,35%, cujo processo de aquisição ainda não foi concretizado, avança a Lusa.

Na assembleia-geral ordinária da EDP, que decorreu no centro de congressos da FIL, em Lisboa, a proposta de aplicação de resultados do exercício de 2011, que prevê a distribuição de dividendos no valor de 676,5 milhões de euros, foi aprovada com 99,99% do capital acionista representado.

Os acionistas da elétrica, liderada por António Mexia, vão receber um dividendo de 0,185 euros por ação, uma subida de 8,8% em relação ao ano anterior. 

Os acionistas da EDP representados na reunião magna também já aprovaram as contas relativas ao exercício de 2011, ano em que a elétrica obteve um resultado líquido de 1.125 milhões de euros, mais 4% do que no ano anterior, o que representa o melhor ano de sempre da elétrica.

«Não houve nenhum ponto que tenha sido aprovado com menos de 99,7 por cento», disse António Mexia, citado pela Lusa, à saída do encontro, considerando que «traduz um apoio claro dos acionistas em relação a todos os pontos».

Em declarações aos jornalistas, o presidente executivo da EDP desvalorizou as intervenções de pequenos acionistas, no período antes da ordem do dia, que levou a que a votação do primeiro ponto da agenda acontecesse quase três horas depois do início da reunião. 

«Tinha a ver com um ponto que não estava na ordem do dia, relacionado com a presença de convidados na sala», disse o líder da elétrica, que foi reconduzido no cargo em fevereiro, numa assembleia extraordinária onde foram eleitos os órgãos sociais para o próximo triénio. 

fonte:http://www.agenciafinanceira.iol.pt/

publicado por adm às 23:07 | comentar | favorito