Factura do gás natural vai aumentar mais de 4% até Dezembro

Em Janeiro, as tarifas do gás deixam de ser reguladas, numa das mudanças no sector tutelado por Álvaro Santos Pereira.

As famílias portuguesas irão somar ao aumento do preço da electricidade, decretado em Janeiro, e da escalada dos combustíveis, mais um agravamento na sua factura energética. O gás natural deverá sofrer uma subida superior a 4%, a partir de 1 de Julho, data em que entrará em vigor o novo plano tarifário fixado pela Entidade Reguladora do Sector Energético (ERSE) para este segmento, asseguraram ao Diário Económico várias fontes do sector.

Mas, ao contrário do que sucedia até agora, os novos preços do gás natural para as famílias serão válidos, não por um ano, mas apenas por cinco meses. Isto é, até Dezembro de 2012. Esta alteração reflecte uma exigência da ‘troika', a qual impôs o fim das tarifas reguladas para todos os clientes domésticos com consumos anuais inferiores a 500 metros cúbicos. Um limite que abrange a esmagadora maioria dos agregados familiares que actualmente possuem gás natural nas suas casas. O universo global de clientes de gás natural em Portugal - empresas incluídas - é de 1,3 milhões.

O aumento médio, em 2011, foi de 3,9%. Recorde-se que, ao contrário do que sucede na electricidade, as tarifas do gás natural não são iguais em todo o País. Cada concessionária regional pratica preços diferentes.

fonte:http://economico.sapo.pt/

publicado por adm às 08:26 | comentar | favorito