Famílias perderam 305 euros no rendimento disponível

Corte nos rendimentos em 2011 e aumentos de impostos explicam quebra.

No ano passado, cada família perdeu, em média, 305 euros em relação ao ano anterior. Com o aumento dos impostos e com a quebra de salários que aconteceu em 2011, o rendimento disponível das famílias caiu 1% face ao ano anterior.

De acordo com dados do Instituto Nacional de Estatística (INE), publicados na sexta-feira, o rendimento disponível bruto da totalidade das famílias - ou seja, o dinheiro que sobra após consumo, pagamento de impostos e poupança - somava 125.552 milhões de euros em 2011, menos 1.234 milhões que um ano antes. Tendo em conta que em 2011 existiam em Portugal 4.044.100 famílias - segundo os resultados dos Censos -, cada lar perdeu, em média, 305 euros.

"A redução do rendimento disponível foi determinada sobretudo pelos comportamentos das remunerações e dos impostos sobre o rendimento", refere o INE, acrescentando que "as remunerações recebidas pelas famílias diminuíram 1,2% em 2011 e os impostos sobre o rendimento aumentaram 10%". 

fonte_:http://economico.sapo.pt/n

publicado por adm às 20:43 | comentar | favorito
tags: