Venda de carros cai mais de 50% em março

É um reflexo da crise: as vendas de automóveis caíram 51,7 por cento em março face ao mesmo mês de 2011, divulgou esta segunda-feira a Associação Automóvel de Portugal (ACAP).

Ao todo foram vendidos 10.927 veículos - menos 17.288 que no ano passado.

Contas feitas, nos primeiros três meses de 2012 venderam-se 28.215 automóveis, menos 49 por cento em comparação com o mesmo período de 2011.

Olhando só para o segmento ligeiros de passageiros, a quebra foi de 49,2 por cento em março face ao mesmo mês do ano passado, tendo sido comercializados 9.622 carros novos no mês passado.

Também houve quebras significativas nos segmentos de comerciais ligeiros e de pesados. No caso dos comerciais ligeiros, os 1.133 veículos vendidos representam uma redução de 66,1 por cento em comparação com o mesmo mês de 2011.

Já no ano passado houve quebras acima dos 15 por cento nas vendas de veículos comerciais. Em 2011 registou-se ainda uma redução de 31,3 por cento nas vendas de ligeiros de passageiros, embora essa quebra estivesse relacionada com uma antecipação de aquisições por motivos fiscais.

Marcas de luxo também caem, mas não tanto

Quanto às vendas das marcas de luxo o cenário é um pouco mais animador: registou-se uma quebra, mas inferior à média de todas as outras marcas, revela a ACAP.

Senão vejamos: as vendas de BMW caíram 33%, as de Audi recuaram 23,7%, as da Mercedes desceram 22,9% e das da Volvo caíram 31,5%. 

Como a redução das vendas destas marcas foi muito inferior à média, a respetiva quota de mercado subiu. Em conjunto, as três marcas alemãs e a sueca representavam 15% do mercado de ligeiros no primeiro trimestre de 2011; este ano, já valem 21%. 

Outras marcas até conseguiram aumentar as vendas. É o caso da Land Rover que vendeu 118 viaturas este ano, contra 44 nos primeiros três meses do ano passado. Também a Jaguar cresceu 18,2 por cento - passou de 33 para 39 carros vendidos.

Pelo contrário, as vendas da Porsche reduziram-se 20% (a marca alemã vendeu 43 carros em Portugal este ano). A Ferrari perdeu 60 por cento das vendas - de cinco carros no primeiro trimestre de 2011 para dois este ano.

A marca mais vendida foi...

Ainda segundo a ACAP, a marca de ligeiros mais vendida em Portugal no primeiro trimestre foi a Volkswagen - 2.413 carros, uma quota de mercado de 10,3 por cento. 

A Volkswagen superou, assim, a Renault (2.364 veículos), líder no mesmo período de 2011.

Entre as marcas que venderam, pelo menos, 500 veículos, a maior descida foi a da Seat: a marca espanhola sofreu uma redução de 73,2% nas suas vendas.

No mês passado, a ACAP divulgou uma previsão para este ano, onde estima que 2.600 empresas do setor vão mesmo encerrar, correspondentes a 21 mil postos de trabalho.

fonte:http://www.agenciafinanceira.iol.pt/e

publicado por adm às 20:26 | comentar | favorito