Casais desempregados disparam para número recorde

O número de casais com ambos os cônjuges desempregados disparou 73,2% em fevereiro, em comparação com o mesmo mês de 2011. Atualmente, já estão nesta situação 7.192 casais, o valor mais elevado desde que esta informação é divulgada, isto é, desde outubro de 2010.

De acordo com os dados recolhidos pelo Instituto de Emprego e Formação Profissional (IEFP), face a janeiro, há mais 320 casais (um aumento de 15,8%) que garantem a sua sobrevivência com as prestações sociais pagas pelo Estado.

Este universo representa 4,7% do total de desempregados casados ou em união de facto inscritos no centro de desemprego (306.746 pessoas).

Em termos homólogos, são mais 2.823 casais em que ambos os cônjuges foram afetados pelo desemprego.

Na verdade, desde julho de 2011 que se regista um aumento em cadeia do número de desempregados em que ambos os cônjuges estão desempregados.

Note-se que, no final de fevereiro, dos desempregados inscritos nos centros de emprego, 49,8% eram casados ou viviam em situação de união de facto.

O aumento do desemprego foi mais acentuado nas uniões de facto (135,5%) em termos homólogos.

De acordo com os dados divulgados na quarta-feira pelo IEFP, o número total de inscritos nos centros de emprego continuou a aumentar em fevereiro em termos homólogos (16,6%) e mensais (1,6%), para 648.018 desempregados, com mais 92.471 indivíduos inscritos do que um ano antes.

Face a janeiro, o número de desempregados aumentou em 10.356 pessoas, mantendo-se assim a tendência de crescimento observada nos últimos meses.

fonte:http://www.agenciafinanceira.iol.pt/

publicado por adm às 22:32 | comentar | favorito
tags: