11 mil perdem subsídio. Quantos conseguem reaver?

Foram anulados menos subsídios de desemprego no ano passado, mas mesmo assim 11 mil pessoas perderam direito à prestação social. Foram menos 7,8% do que em 2010. Já as reclamações aumentaram para um nível recorde.

Os motivos apresentados pelos centros de emprego para cortar os subsídios foram a falta de presença às convocatórias, o não cumprimento do dever de apresentação quinzenal ou a recusa de propostas de emprego ou de formação profissional.

Das pessoas que recorreram da decisão, à volta de 1.500, quase 400 conseguiram reaver a prestação. Ou seja, na prática, 25,5% dos desempregados que reclamaram conseguiram provar que a razão estava do seu lado.

«Houve um acréscimo significativo da nossa actividade. Em 2010, 10% dos desempregados que perderam a prestação reclamaram e em 2011 essa percentagem subiu para 14%», disse ao jornal «Público» a presidente da comissão de recursos do Instituto de Emprego e Formação Profissional, Cristina Rodrigues.

fonte:http://www.agenciafinanceira.iol.pt/

publicado por adm às 21:58 | comentar | favorito