Quase 2 mil trabalhadores saíram das empresas públicas

O ministro da Economia disse hoje que houve uma redução de 1.900 trabalhadores nas empresas públicas de transportes, apesar da subida dos custos de financiamento.

"A reestruturação [das empresas públicas de transportes] está a ser feita de forma consensual, em consonância com os trabalhadores, e foi por isso que, em 2011, houve uma redução de 1.900 efectivos do sector dos transportes", afirmou Álvaro Santos Pereira, à margem da assinatura de aditamentos aos contratos de concessão entre o Estado e a REN.

O ministro admitiu que os custos de financiamento destas empresas públicas tem vindo a aumentar, mas destacou a redução dos custos com pessoal e dos custos operacionais.

"É verdade que os custos de financiamento destas empresas têm aumentado nos últimos tempos, no entanto houve uma redução dos custos operacionais muito significativa no ano passado", disse.

De acordo com o ministro, as estimativas do Ministério da Economia apontam para uma redução dos custos operacionais que deverá corresponder a "cerca de 150 milhões de euros de poupanças" no ano passado, face a 2010.

Álvaro Santos Pereira disse ainda que, no mesmo período, a redução do custo com pessoal foi de 11,8% e o fornecimento de serviços externos diminuiu cerca de 18%, não tendo, contudo, quantificado a descida.

 

fonte:http://economico.sapo.pt/n

publicado por adm às 17:59 | comentar | favorito
tags: