PT lança solução que promete reduzir fatura da eletricidade até 40%

A PT lançou esta manhã o serviço Energy, que permite monitorizar os consumos de eletricidade nas casas dos clientes do Meo. A PT estima que a solução permita poupar entre 20% e 40% do custo energético anual de uma casa
.


O serviço Energy é um serviço que resulta da parceria entre PT e ISA e que permite acompanhar os consumos energéticos de uma casa ao longo de um dia, de uma semana, de um mês ou de um ano. Além de monitorizar os consumos energéticos em tempo real, o serviço Energy permite saber qual o tarifário mais indicado para cada padrão de consumo.

No Energy, o cliente do Meo pode conhecer os consumos energéticos em euros, KiloWatt-Hora (kWh) e emissões de carbono para a atmosfera.

Atualmente, apenas é possível obter dados sobre os tarifários do serviço universal da EDP, mas a PT admite poder vir a incluir tarifários de outros operadores que venham a surgir, depois da liberalização do mercado da energia elétrica.

O serviço está disponível para clientes do Meo em duas versões: uma sob a forma de widget que pode ser acedida a partir do televisor; e outra na Net  que pode ser usada em qualquer computador por clientes que estejam registados no serviço.

O Energy não tem  mensalidades, mas pressupõe o pagamento de 89 euros pela compra dos equipamentos de monitorização e a ativação do serviço. Apesar de ter uma instalação muito simples, a PT aconselha os utilizadores a procurarem eletricistas profissionais para a instalação do equipamento (os consumidores que quiserem instalar o Energy poderão solicitar os serviços da Mr. Electric, a troco de 25 euros).

O serviço Energy é composto por módulos de hardware e software: no hardware  encontram-se uma pinça amperimétrica que se conecta ao quadro da eletricidade, e uma consola que recebe, através de redes sem fios, os dados dessa pinça e os encaminha para os servidores do Meo; no software encontra-se o processamento de dados e os interfaces que permitem saber do histórico e os consumos de eletricidade no momento.

Os responsáveis da PT estimam que a monitorização dos custos energéticos e a consequente redução de desperdícios permitiam reduzir entre 20% e 40% dos consumos de eletricidade de uma casa. Em lares com consumos acima dos 50 euros mensais, a PT estima que as poupanças permitam recuperar o custo do serviço ao cabo de sete ou oito meses de utilização.

Nos testes piloto levados a cabo com algumas centenas de lares, os responsáveis da PT e da ISA concluíram que 80% das casas têm os tarifários errados.

Apesar de ter uma margem de erro inferior a dois por cento, o serviço Energy não pode ser usado para contrapor, em caso de litígio ou correção das faturas, os consumos apresentados pela fornecedora do serviço elétrico (a EDP ou outra). Os responsáveis da PT lembram que os dispositivos Energy não são contadores e as faturas da EDP tem por base contagens, e estimativas e podem ter um elevado grau de complexidade.


fonte:http://aeiou.exameinformatica.pt/n

publicado por adm às 19:40 | favorito