Só há sangue A e O negativos para os próximos três dias

O presidente do Instituto Português do Sangue reafirma que “não há desperdício de sangue” e que os portugueses devem voltar às dádivas.

As reservas de sangue dos grupos A e O negativos são suficientes apenas para dois ou três dias em consequência da quebra de 20% nas dádivas nos hospitais nos últimos dois dias.

Hélder Trindade, presidente do Instituto Português do Sangue, confirma essa situação e explica que a situação de falta de “stock” pode ser de risco.

“Em relação ao O negativo e o A negativo estamos a falar de dois/três dias. A situação problemática é quando se juntam dois factores: uma baixa da colheita e haver mais doentes que precisam daquele sangue. É o que está a acontecer neste momento”, disse.

De acordo com os responsáveis, a quebra nas dádivas tem relação directa com notícias sobre um alegado desperdício de plasma. Hélder Trindade garante que “não há desperdício de sangue”.

fonte:http://rr.sapo.pt/in

publicado por adm às 08:26 | comentar | favorito