Excedente da Segurança Social caiu 37,7% no ano passado

O saldo global da Segurança Social registou em 2011 um excedente de 429,3 milhões de euros, o que ficou 259,8 milhões de euros (37,7%) abaixo do ano anterior.

A receita efetiva caiu 1,3% face a 2010, para 23,538 mil milhões de euros. A Direção-Geral do Orçamento justifica este decréscimo, essencialmente, "pela  redução das transferências provenientes do Orçamento do Estado em 13% decorrente da necessidade de menor financiamento no âmbito da Lei de Bases da Segurança Social, em resultado das medidas de consolidação orçamental implementadas". Este efeito foi atenuado "pelo melhor comportamento dos rendimentos
e outras receitas (+96,1 milhões de euros que em 2010), das transferências da União Europeia/Fundo Social Europeu (+240,5 milhões de euros) e pelo aumento da receita proveniente de contribuições e quotizações, que registou um crescimento de 1,9%", refere a síntese de Execução Orçamental hoje divulgada.

Já a despesa efetiva apenas caiu 0,3%, devido principalmente ao comportamento da despesa com as prestações sociais e com a administração que, registaram   decréscimos de 95,5 milhões de euros e 38,1 milhões, respetivamente.

Por outro lado, a variação da despesa das ações de formação profissional com suporte no Fundo Social Europeu registou um acréscimo de 177,1 milhões de euros, acrescenta o documento.

fonte:http://www.dinheirovivo.pt/

publicado por adm às 22:56 | comentar | favorito