26
Fev 12

15 de Setembro é o dia mais popular para se nascer em Portuga

Qual é o melhor dia para nascer? 15 de Setembro. Pelo menos foi nesse dia que 2.289 pessoas decidiram nascer em Portugal nos últimos seis anos. O pior? 25 de Dezembro, escolhido apenas por 1.216 portugueses.

Os dados facultados à Lusa pelos Instituto dos Registos e do Notariado mostram que, entre 1 de Janeiro de 2006 e 31 de Dezembro de 2011, nasceram em Portugal 2.289 pessoas no dia 15 de Setembro.

No top 10 dos dias em que nasceram mais portugueses, nove são no mês de Setembro (23, 22, 20, 16, 12, 21, 14 e 18) e apenas um em Dezembro (19). Como a gestação nos humanos dura cerca de nove meses, calcula-se que todas estas pessoas tenham sido concebidas na época das festas de final do ano e Natal.

Curiosamente, nos últimos seis anos, foi nesta época que se registaram os dias com menos nascimentos.

Entre 1 de Janeiro de 2006 e 31 de Dezembro de 2011 nasceram 1.216 pessoas no dia de Natal, 1.354 na véspera de Natal e 1.433 no primeiro dia do ano.

O top cinco dos dias em que nasceu menos gente fica completo com o último dia do ano (1.613) e 23 de Dezembro (1.670).

A completar o top 10 dos dias menos populares estão 11 de Junho (1.705), 01 de Maio (1.718), 01 de Novembro (1.733), 25 de Abril (1.738) e 13 de Abril (1.762).

Curiosamente, metade do top 10 dos dias em que nasceu menos gente em Portugal são feriados (25 de Dezembro, 1 de Janeiro, 31 de Dezembro, 1 de Maio, 1 de Novembro e 25 de Abril) são feriados nacionais.

fonte:http://economico.sapo.pt/

 

publicado por adm às 21:15 | comentar | favorito

EDP reforça produção de electricidade

A EDP inaugura amanhã, segunda-feira, as obras de reforço de potência efectuadas nas barragens de Picote e Bemposta, empreendimentos hidroeléctricos situados em pleno Douro Internacional.

 

A nova central hidroeléctrica de Picote II, situada no concelho de Miranda do Douro, corresponde a um investimento total de 140 milhões de euros.

A unidade aumentará em 125 por cento a potência da central existente. O novo equipamento hidroeléctrico é constituído por uma central subterrânea em "caverna", a cerca de 150 metros de profundidade, um circuito hidráulico em túnel e diversos poços e túneis auxiliares e de acesso.

A central está equipada com um grupo gerador (turbina/alternador) com uma potência nominal de 246 MW/270 MVA.

 Por seu lado, a nova central hidroeléctrica de Bemposta II, no concelho de Mogadouro corresponde a um investimento total de 132 milhões de euros e aumentará em 80 por cento a potência da central existente.

fonte:http://www.cmjornal.xl.pt/n


publicado por adm às 21:08 | comentar | favorito
tags:
26
Fev 12

Centros de emprego: mais de 300 mil sem subsídio

O desemprego persistente está a fazer aumentar o número de pessoas sem trabalho que acabam por esgotar o tempo de subsídio de desemprego. Em janeiro eram já 303.478 mil os desempregados sem direito a esta prestação social, de acordo com dados do Instituto de Emprego e Formação Profissional (IEFP).

Um universo que representa quase metade dos inscritos nos centros de emprego.

Só no último mês, 15.500 desempregados perderam o direito ao subsídio, ao mesmo tempo que aumenta também o número de beneficiários. Há mais 7.700 desempregados a receberem subsídio.

E o desemprego cresce todos os meses. Nos centros de emprego há mais de 637.662 inscritos, mais 14,4% do que em janeiro do ano passado.

Os números do Instituto Nacional de Estatística revelam que a taxa de desemprego disparou no quarto trimestre para os 14 por cento com o número de desempregados a ascender a 771 mil

fonte:http://www.agenciafinanceira.iol.pt/e

publicado por adm às 20:59 | comentar | favorito
25
Fev 12
25
Fev 12

Euromilhões: Dois prémios de 244 mil euros para Portugal

A combinação vencedora é formada pelos números 3, 7, 12, 26 e 34.

As estrelas da sorte são 8 e 10.

O primeiro prémio, de 54 milhões de euros, saiu a um apostador do Reino Unido.

Para Portugal vieram dois segundos prémios. Cada apostador receberá 244,6 mil euros.

Há ainda quatro terceiros prémios para apostadores nacionais. Cada vencedor receberá quase 41 mil euros.

publicado por adm às 00:13 | comentar | favorito
23
Fev 12

Zara Portugal acusada de «intimidar para reduzir horários e salários»

O Sindicato dos Trabalhadores do Comércio, Escritórios e Serviços de Portugal (CESP) acusou esta quinta-feira a Zara Portugal de «intimidar» os trabalhadores de três lojas do Porto a aceitarem reduções nos salários usando como «expediente» a diminuição da carga horária.

Em comunicado, o CESP afirma que, «num clima de intimidação e com ameaças de despedimento», foi proposto aos trabalhadores das lojas de Santa Catarina, Gaia Shopping e Dolce Vita «que solicitassem à empresa, por escrito, a redução dos horários de 40 horas para 35 horas e dos part time de 25 horas para 20 horas, com a correspondente redução de salários».

Argumentando que o grupo Zara «tem apresentado lucros altíssimos nos vários exercícios ao longo dos anos e, ainda recentemente, adquiriu a Massimo Dutti por mais de 100 milhões de euros», o sindicato acusa-o de estar a «aproveitar-se da crise que atravessa o país para reduzir os custos com pessoal».

Para o CESP, a Zara estará ainda a «preparar a estratégia de, quando sair a nova legislação, poder despedir mais barato os trabalhadores mais antigos e, assim, mandar para o desemprego mais umas largas dezenas de trabalhadores». 

Neste âmbito, o sindicato garante que irá «exigir» a intervenção do ministro da Economia e do Emprego e da Autoridade para as Condições do Trabalho (ACT), «dado que a maioria dos trabalhadores foi coagida a assinar a carta a solicitar a redução dos seus horários e salários, com a qual não estão de acordo».

A agência Lusa contactou a Zara Portugal, mas, até ao momento, não foi possível obter um comentário.

fonte:http://www.agenciafinanceira.iol.pt/

publicado por adm às 22:35 | comentar | favorito
23
Fev 12

Construção fecha 12 empresas/dia. Piora em abril

O setor da construção civil deixou um aviso negro: este pode ser o ano do colapso das empresas que operam neste ramo do imobiliário.

A confederação do setor prevê que esta crise atire 140 mil pessoas para o desemprego e uma das razões é o fim das obras públicas e falta de investimento no país.

Até este momento, o número de insolvências no setor aumentou 40% em relação ao mesmo período do ano passado.

Por dia desaparecem mais de 12 empresas de construção e 350 pessoas, em média, perdem o emprego. Mas o pior ainda está para vir: a partir de abril/maio, o declínio do setor vai ser a pique, porque as obras públicas praticamente acabam e no privado também está praticamente tudo parado.

fonte:http://www.agenciafinanceira.iol.pt/ec

publicado por adm às 22:30 | comentar | favorito
tags:
22
Fev 12

Ex-SCUT: descontos só a partir de abril

Até lá, empresas de transporte de mercadorias devem dirigir-se à Via Verde ou aos CTT e tratar da documentação necessária para usufruírem do desconto

 

Os veículos de transporte de mercadorias só vão usufruir dos descontos nas ex-SCUT, publicados no início do mês em Diário da República, a partir de 11 de abril, esclareceu esta quarta-feira a Estradas de Portugal.

A empresa explicou, em comunicado, que a portaria que fixa os descontos «entrou em vigor no dia 11 de fevereiro, no entanto, irá decorrer um período transitório inicial de 60 dias para que os sistemas de cobrança eletrónica de portagens possam ser adaptados».

Na prática, isso significa que só dentro de 60 dias é que os veículos de transporte de mercadorias vão beneficiar do desconto.

No entanto, a Estradas de Portugal assegura que as empresas vão ser «ressarcidas dos valores correspondentes a que têm direito desde a data de início da aplicação do desconto».

Até abril, as empresas de transporte de mercadorias devem dirigir-se a uma entidade de cobrança (Via Verde ou CTT) e tratar da documentação necessária para usufruírem do desconto.

A Estradas de Portugal lembra ainda que as empresas que não tenham dispositivo eletrónico «apenas irão ser ressarcidos dos valores correspondentes a que têm direito desde a data de início de utilização do mesmo».

No comunicado, a Estradas de Portugal ressalva que este desconto «não é acumulável com o regime de discriminação positiva instituído para as populações e para as empresas locais que tenham residência ou sede na área de influência das autoestradas».

Esta medida abrange os veículos das classes 2, 3 e 4, registados em Portugal e fora do país, que estejam «afetos ao transporte rodoviário de mercadorias por conta de outrem ou público».

Os descontos serão de 10 por cento sobre o valor das portagens nos dias úteis, entre as 07H00 e as 21H00 e de 25 por cento entre as 21H00 e as 06H00.

Estabelece também que aos sábados, domingos e feriados nacionais, estas viaturas terão um desconto de 25 por cento sobre o valor das taxas de portagem.

Para usufruírem do desconto, as empresas têm de comprovar que os veículos se encontram afetos ao transporte de mercadorias por conta de outrem ou público, respeitam os limites de emissão de gases poluentes e não têm dívidas à administração fiscal ou à segurança social.

A medida é justificada pelo Governo com a «atual conjuntura económica e financeira internacional» e pelo aumento do preço dos combustíveis.

fonte:http://www.agenciafinanceira.iol.pt/e

publicado por adm às 22:18 | comentar | favorito

Quadros da Refer suspensos continuam a receber salários

Estão há mais de um ano em casa a receber ordenados que ultrapassam os 3.000 mil euros mensais

Dois dos seis quadros da Refer suspensos por serem arguidos do caso «Face Oculta» continuam a receber salário, avança a edição desta quarta-feira do jornal «Público». Ambos estão há mais de um ano em casa a receber salários que ultrapassam os 3.000 mil euros por mês.

Os funcionários em causa são Carlos Paes de Vasconcellos (acusado de um crime de corrupção passiva) e José Magano Rodrigues (acusado de dois crimes de participação económica em negócio).

A empresa pública instaurou processos disciplinares aos dois com intenção de os despedir mas até ao final dos processos os dois funcionários continuarão a receber salário. A Refer não esclareceu até quando esta situação pode subsistir. 

Os outros quatro funcionários da empresa - que foram acusados pelo Ministério Público - ficaram em situação diferente: três foram despedidos sem qualquer indemnização ou compensação e outro pediu a aposentação.

fopnte_http://www.agenciafinanceira.iol.pt/e

publicado por adm às 20:09 | comentar | favorito
22
Fev 12

Quase 20 deixam função pública em 2011. Meta falhou

Portugal tem menos de 500 mil funcionários públicos na Administração Central. Mas meta seria mais ambiciosa

Foram 17 a 20 mil as pessoas que deixaram a função pública em 2011, anunciou esta quarta-feira o secretário de Estado da Administração Pública, Helder Rosalino, no Parlamento.

A redução alcançada no ano passado, em termos do número de funcionários, foi de 3,2%, o que significa que Portugal falhou «a meta transversal de redução de efetivos na Administração Central subjacente ao PAEF (Programa de Assistência Económica e Financeira), para 2011, de 3,6%», como já previa o Governo no Documento de Estratégia Orçamental (DEO), publicado no final de agosto. 

O DEO assumia que a meta não seria cumprida, uma vez que, no primeiro semestre, o corte se ficara por 1%. A mesma meta e a perspetiva de que esta não iria ser cumprida foi aliás reafirmada por Vítor Gaspar, no dia 2 de setembro, que adiantou também que até ao final do primeiro semestre a redução de pessoal situava-se nos 0,9 por cento.

Em resposta à Lusa, o Ministério das Finanças afirmou que a «redução que se espera que venha a ser conseguida para 2011, ligeiramente acima dos 3%, não é comparável com qualquer meta prevista nos memorandos para 2011». Assim sendo, acrescenta, «a redução de efetivos que se perspetiva para 2011, a confirmar-se os dados provisórios na ordem dos 3%, poderá ser considerado um resultado positivo». 

Helder Rosalino, que falava na Comissão Parlamentar de Orçamento, Finanças e Administração Pública, explicou ainda que, no final do ano passado, e pela primeira vez, Portugal tinha menos de 500 mil funcionários públicos na Administração Central. Números que são ainda provisórios.

Segundo o executivo, o emagrecimento do Estado já levou à redução de 40% do número de organismos do Estado e de 27% dos cargos dirigentes.

Uma notícia que mereceu já a crítica da UGT, que diz não saber se esta redução é «uma boa notícia ou um disparate». João Proença lembra que a redução de funcionários está a ser feita através de aposentações e reformas antecipadas.

Mobilidade geográfica vai ajudar a reduzir mais

No que se refere à mobilidade geográfica, que está a ser negociada com os sindicatos do sector, o secretário de Estado reiterou que será «voluntária» e «com estímulos».

«Não é o nosso espírito que um trabalhador de Vila Real de Santo António vá trabalhar para Bragança de uma forma forçada», disse. «A mobilidade geográfica não será forçada», garantiu aos deputados. 

Lembrando que o compromisso assumido por Portugal no memorando de entendimento com a troika passa por reduzir os efetivos na função pública 2% ao ano, defendeu que a mobilidade assume uma importância fundamental.

As estruturas sindicais têm até 15 de março para apresentar propostas nesta matéria.

A Direção-geral de Qualificação dos Trabalhadores em Funções Públicas assumirá a gestão da mobilidade, «passando a deter a responsabilidade de desenvolver politicas ativas de recolocação em função dos trabalhadores que sejam integrados no Siste

fonte:http://www.agenciafinanceira.iol.pt/

publicado por adm às 20:08 | comentar | favorito
21
Fev 12
21
Fev 12

Combinação vencedora do Euromilhões

A combinação vencedora do concurso de hoje do Euromilhões é composta pelos números 11 - 14 - 24 - 25 - 29 e pelas estrelas 7 e 11.

O primeiro prémio do concurso de hoje tem um valor de 41 milhões de euros.

publicado por adm às 22:56 | comentar | favorito