Electricidade e comunicações mais caras em 2012

Luz fica 4% mais cara e comunicações sobem em média 3,1%

A electricidade vai ficar 4% mais cara a partir de 1 de Janeiro, o que representa um acréscimo de 1,75 euros para as famílias com uma factura média de 50 euros. 

O aumento vai atingir 4,7 milhões de clientes domésticos, mas haverá ainda cerca de 666 mil clientes economicamente vulneráveis que, beneficiando de tarifa social, terão um aumento de apenas 2,3% (cerca de 57 cêntimos numa factura média mensal de 26 euros). 

Segundo o regulador do sector, a ERSE, o aumento dos preços no ano que vem prende-se com o custo da matéria-prima nos mercados internacionais, que se prevê 25% superior face a 2011 e à queda de 3% prevista no consumo de energia eléctrica.

Em relação ao gás, os consumidores só vão saber se haverá mexidas na factura em meados de Junho, uma vez que as novas tarifas de gás natural só são alteradas a 01 de Julho de cada ano. As tarifas finais do gás, que subiram 3,9% em Julho passado para os consumidores domésticos, serão anunciadas a 15 de Junho, reflectindo os custos de aquisição do gás natural nos mercados internacionais bem como das infra-estruturas reguladas incorridas pelas empresas. 

Recorde-se que o custo suportado pelos consumidores de electricidade e gás aumentou substancialmente em Outubro de 2011 por via de uma subida do IVA que incide sobre estes bens com a taxa a passar de 6 para 23%. 

Para além da subida dos preços em 2012, o próximo ano ficará ainda marcado pelo início da liberalização do sector da electricidade e do gás. Os portugueses terão, assim, que começar a pensar a quem vão comprar a electricidade e o gás, como acontece actualmente nas telecomunicações, porque os preços deixam de ser fixados pelo regulador e passam a ser definidos por cada empresa.

E por falar em telecomunicações, conte com mais despesa também nessa frente: os preços das telecomunicações vão aumentar em média 3,1%, em linha com a inflação prevista pelo Governo. As três operadoras de telecomunicações móveis (TMN, Vodafone Portugal e Optimus) vão actualizar os tarifários dos serviços em Janeiro, com uma subida média de 3,1%, mas não aplicam os aumentos na mesma data.

De acordo com fonte oficial da Optimus, operadora da Sonaecom, está prevista «uma actualização nos preços dos seus produtos em linha com a inflação prevista para 2012», que entra em vigor a 1 de Janeiro.
Os novos tarifários da TMN, do grupo Portugal Telecom (PT), que em média também aumentam 3,1%, entram em vigor a 2 de Janeiro. As mensalidades dos tarifários «e» e «moche» dentro da rede TMN não vão aumentar.

Já fonte oficial da Vodafone Portugal disse que a operadora vai actualizar os tarifários a partir de 10 de Janeiro. Também são mais 3,1%.

Contactada pela Lusa, fonte oficial da Zon disse que no serviço pago de televisão (pay TV) «não vai haver aumentos», uma vez que o IVA já era de 23%.

fonte:http://www.agenciafinanceira.iol.pt/e

publicado por adm às 11:17 | favorito