Falências: nunca morreram tantas empresas em Portugal

A crise este ano ditou a falência recorde de 12 empresas por dia. Desde 2007, o primeiro ano da crise financeira, até terça-feira, desapareceram quase 15 mil. O distrito do Porto foi o mais afectado, realça o «Diário de Notícias».

Segundo o mesmo jornal, e de acordo com os números do Eurostat, Portugal surge como o país da Zona Euro com maior redução líquida do número de empresas activas. O comércio, que inicia esta quarta-feira, mais uma época de saldos, é dos sectores mais afectados.

Mostram os dados do Instituto Informador Comercial (IIC), citados pelo «Diário de Notícias», que o número de falências é agora mais do dobro do registado em 2007 e mais do triplo face a 2000. Em relação ao ano passado, o aumento das insolvências foi de 12 por cento.

Comércio a retalho, por grosso, restauração, transportes terrestres, actividades de construção e imobiliárias foram os sectores que mais contribuíram para o fecho de portas das empresas.

fonte:;http://www.agenciafinanceira.iol.pt/

publicado por adm às 12:08 | comentar | favorito