Vendas de Natal caem 15% mesmo com preços reduzidos a metade

Confederação do Comércio estima uma queda de 15% nas vendas em Dezembro e lojistas confirmam tendência.

O comércio em Lisboa e no Porto vendeu menos neste período de Natal do que há um ano. Uma quebra que só foi minimizada pela estratégia seguida pela maioria das lojas, que antecipou promoções e aplicou preços mais agressivos.

Essa descida nas vendas natalícias, de acordo com as estimativas da Confederação do Comércio e Serviços de Portugal (CCP), terá sido, em média, na ordem dos 15% face ao Natal do ano anterior. "O choque da realidade foi dado agora, com o corte do subsídio de Natal", comenta o presidente da CCP, João Vieira Lopes. Daí a estimativa de que "as vendas globais, desde o início de Dezembro até ao Natal, tenham ficado 15% abaixo face ao ano passado", calcula o dirigente.

No El Corte Inglés de Lisboa, a enchente não é a mesma de outros anos e dá sinais da "retracção das vendas de Natal" face a 2010, afirma a representante da cadeia espanhola, Susana Santos, sem revelar números. Seguindo a tradição dos últimos três anos, a cadeia multimarca de origem espanhola arrancou ontem com a iniciativa ‘Black Friday', que termina hoje. O objectivo é escoar os ‘stocks' de produtos em armazém, promovendo grandes reduções de preço em vários artigos. "Estes dois dias são preparados com grande antecedência. Fazemos promoções de comum acordo com o fornecedor e em quase todos os 200 departamentos da loja", explica a responsável. 

fonte:http://economico.sapo.pt/

publicado por adm às 00:50 | comentar | favorito
tags: