Governo impõe taxa de circulação na Madeira em vez de portagens

Sobretaxa sobre o ISP ou IUC é alternativa a portagens que exigem elevado investimento.

O Governo Regional da Madeira deverá deixar cair a introdução de portagens nas estradas do arquipélago, por envolver um investimento financeiro avultado e devido a problemas técnicos que se prendem com a especificidade das vias rápidas madeirenses. Mas o plano de resgate à região para fazer face à dívida de 6,3 mil milhões força o Executivo de Alberto João Jardim a adoptar como alternativa uma taxa de circulação.

A medida está em estudo e poderá traduzir-se num agravamento do Imposto Único de Circulação (IUC) ou do Imposto sobre os Produtos Petrolíferos (ISP) dos automobilistas madeirenses, garantiu ao Diário Económico fonte próxima ao processo. É, assim, aguardada uma nova taxa de circulação no plano de resgate à Madeira que está a ser negociado entre o governo regional e o Ministério das Finanças. "Há um problema técnico na introdução de portagens nas vias rápidas que são mais estreitas e não foram feitas para ter portajeiros. E a introdução de sistemas como a Via Verde exige investimentos muito elevados. Em alternativa, está em estudo a criação de uma sobretaxa sobre o IUC [imposto anual, ex-selo do carro] ou sobre o ISP", revela a mesma fonte.

fonte:http://economico.sapo.pt/

publicado por adm às 08:27 | comentar | favorito
tags: