Segurança Social: subsídio de Natal em atraso

O Sindicato da Função Pública disse esta terça-feira que os trabalhadores do Centro de Cultura e Desporto (CCD) da Segurança Social de Lisboa e Vale do Tejo não receberam o subsídio de Natal por «incumprimento» do Instituto de Segurança Social.

Luís Esteves, dirigente do Sindicato dos Trabalhadores da Função Pública, explicou à agência Lusa que os protocolos entre o Instituto de Segurança Social (ISS) e os Centros de Cultura e Desporto da Segurança Social foram renegociados em Abril, mas desde Setembro que há atrasos nos pagamentos, o que leva aos «actuais problemas de tesouraria».

O sindicalista adiantou que os ordenados dos trabalhadores de Lisboa e Vale do Tejo estão em dia, porque o CCD tem verbas próprias da gestão de refeitórios.

No entanto, este mês o CCD optou por pagar aos fornecedores em vez dos subsídios de Natal, adiantou Luís Esteves, salientando que a causa desta situação é «o incumprimento por parte do Instituto de Segurança Social do pagamento previsto no protocolo», que não é efectuado desde Setembro.

O presidente do CCD de Lisboa, Vítor Duarte, disse à Lusa que os problemas financeiros por falta de transferência de verbas do Estado, como está previsto nos protocolos, se alastra a vários centros de cultura e desporto do país, não sendo apenas o de Lisboa e Vale do Tejo que não pagou o subsídio de Natal aos seus trabalhadores.

Caso não seja regularizada a dívida, Vítor Duarte admitiu dificuldades em pagar os salários e aos fornecedores, sustentando que a situação dos centros de cultura e desporto da Segurança Social é «difícil». 

Os trabalhadores do CCD da Segurança Social temem também que o protocolo não seja renovado no próximo ano ou que a verba sofra cortes, o que levará ao despedimento de funcionários.

A agência Lusa contactou o Instituto de Segurança Social, mas até ao momento não obteve qualquer resposta.

fonte:http://www.agenciafinanceira.iol.pt/

publicado por adm às 22:54 | comentar | favorito