Direcção-Geral de Saúde aconselha antecipação da vacina do sarampo

A Direcção-Geral de Saúde (DGS) decidiu antecipar a primeira dose da vacina contra o sarampo para os 12 meses. A decisão está relacionada com o recente alerta da Organização Mundial de Saúde, que dá conta de surtos da doença em mais de 30 países europeus. Mas não só.

“Nesta altura, a maior parte das crianças já nasce de mães que foram vacinadas, não nasce de mães que tiveram sarampo na infância e, portanto, a competição que costuma haver entre os anticorpos da mãe é menos intensa”, explica à Renascença a sub-directora geral da Saúde, Graça Freitas.

Por isso, sublinha, “os 12 meses é a idade mais adequada para se começar a vacinar”. “O facto de a Europa estar com surtos de sarampo” levou também a DGS “a reforçar a decisão de propor ao Ministério a antecipação da data”, acrescenta Graça Freitas.

Portugal tem altas taxas de cobertura em relação à vacina do sarampo. Segundo a mesma responsável, ao longo de todo ano registaram-se apenas dois casos importados da doença.

No sábado, a Organização Mundial de Saúde (OMS) alertou para a necessidade de a Europa tomar medidas contra o novo surto de sarampo. O seu mais recente relatório sobre epidemiologia revela que, entre Janeiro e Outubro, foram confirmados mais de 26 mil casos de sarampo em 36 países europeus.

A grande maioria dos infectados são adolescentes e adultos que não foram vacinados.

fonte:http://rr.sapo.pt/in

publicado por adm às 13:36 | comentar | favorito
tags: