Austeridade obriga a SIC a cortar na fruta

“Lanche” dado às equipas, duas vezes por dia, chegou hoje ao fim.

As medidas de austeridade que se fazem sentir em todas as empresas podem atingir os colaboradores de formas estranhas.

Desta vez, foi a vez da SIC anunciar que deixará de distribuir o habitual lanche, que era distribuído duas vezes por dia na redacção e que era constituído por peças de fruta. Já em 2009, a estação de Carnaxide deixara de oferecer aos seus funcionários iogurtes líquidos, num sinal de contenção económica.

À semelhança dos restantes players do mercado, a empresa de Francisco Pinto Balsemão enfrenta algumas dificuldades aguçadas pela crise económica. Em Julho deste ano, Balsemão anunciou que a Impresa irá fazer tudo para a situação económica do grupo "não se torne apavorante", depois de conhecidos os resultados do primeiro semestre (32.6 milhões de prejuízo).

Já em Maio deste ano, a Impresa abriu um plano de reestruturação interna, mediante um processo de rescisões amigáveis com colaboradores até aos 62 anos, com contrato sem termo celebrado com as empresas SIC e GMTS.

Mas esta não é a primeira vez que os meios de comunicação social perdem a distribuição de ‘snacks' por causa da crise. Quando Martim Avillez Figueiredo abandonou a chefia do jornal i, em 2009, por não concordar com as medidas de redução de custos, estas implicavam desde cortes com agências de notícias, à compra de fruta.

fonte:http://economico.sapo.pt/

publicado por adm às 22:58 | comentar | favorito
tags: