Novos cortes valem 130 milhões

Meta de reduzir défice com dois terços das medidas do lado da despesa não é posta em causa.

O Governo reduziu o corte de despesa em 130 milhões de euros e compensou a medida com um aumento de receita de igual dimensão, mas ainda assim não comprometeu a meta definida com a ‘troika' para que o défice orçamental de 2012 (4,5% do PIB) seja conseguido com dois terços das medidas do lado da despesa e um terço do lado da receita.

"A alteração proposta pela maioria significa menos 130 milhões de euros, mas é compensada com um aumento nas taxas liberatórias, sobre juros, dividendos e mais-valias mobiliárias para os 25%", confirmou o Ministério das Finanças

A proposta de Orçamento do Estado para 2012 previa que o corte dos dois subsídios tanto para os funcionários públicos como para os pensionistas permitiria, só no próximo ano, "uma poupança líquida de 1.065 milhões de euros". Recorde-se que o corte é válido para o tempo de vigência do memorando de entendimentos com a ‘troika'.

fonte:http://economico.sapo.pt/n

publicado por adm às 08:25 | comentar | favorito