Cláudio Ramos desmente casamento

“Foi o maior disparate que li nos últimos dez anos. Nada do que está ali escrito faz sentido ou é verdade”, afirmou Cláudio Ramos a SapoFama quando confrontado com uma notícia publicada hoje na revista “Nova Gente”, segundo a qual estaria de casamento marcado com Pedro Crispim.

Há vários anos que o nome de Cláudio tem vindo a ser associado ao de Pedro. O comentador social da SIC diz não entender o porquê, mas garante que tal ligação não o preocupa. “Não faço ideia. Somos sócios em várias frentes de trabalho, talvez seja isso, mas associar o meu nome ao do Crispim não me arrelia, arrelia-me, sim, que se escrevam mentiras. O resto, estou acostumado!”, disse-nos ele ao fim da manhã de hoje. 

A principal preocupação de Cláudio é a sua filha, Leonor, de sete anos: “Fico incomodado porque a minha filha já lê, e o que ali está escrito é mentira, falso e prejudica-me em várias frentes. A mim nunca ninguém viu falar da intimidade (verdade ou mentira) de quem quer que seja, a não ser que os próprios venham 
fazer disso bandeira e a mim nunca me viram, nem vão ver fazer isso.”

Na sua notícia, a “Nova Gente” dizia que Cláudio e Pedro Crispim tinham reunido amigos íntimos num jantar, numa espécie de despedida de solteiros. E citava uma “fonte” como dizendo que ambos iriam dar o nó, dentro em breve.

A mesma publicação sublinhava as fortes ligações entre os dois homens e remetia os leitores para o Facebook, onde ambos recentemente trocaram mensagens tidas como significativas.

Numa delas, Pedro Crispim, que mudou o seu estado civil de “solteiro” para “numa relação”, escreveu o seguinte: “Algumas pessoas inspiram-me em várias situações, mas aquela que continua diariamente a conseguir fazê-lo és tu!”. Ao que Cláudio Ramos respondeu, de forma enigmática: “É que eu vim ao mundo para fazer o bem”.

Moral da história: em vez de copo d’água, ficamos apenas com a tempestade. Até ver…

fonte:http://fama.sapo.pt/noticia/claudio-ramos-desmente-casamento

publicado por adm às 22:07 | comentar | favorito
tags: