Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Noticias do momento

Noticias do momento

28
Nov11

Perda de subsídios dos pensionistas pode ser fixada nos 1.500 euros

adm

Ministro das Finanças admite recuar, caso os socialistas apresentem receitas alternativas.

O Governo admite aumentar de 485 euros para 600 ou 700 euros o limite a partir do qual os pensionistas perdem parte dos seus subsídios de Natal e de férias, e alargar de 1.000 euros para 1.200 ou até 1.500 euros o tecto que determina a perda, na totalidade, dos 13º e 14º meses da reforma nos próximos dois anos.

À hora de fecho desta edição estava prevista uma segunda reunião entre o ministro das Finanças, a delegação do PSD (Luís Montenegro, Miguel Frasquilho e Duarte Pacheco), a do CDS (Nuno Magalhães e João Almeida) e a do PS (Carlos Zorrinho, Pedro Nuno Santos e Óscar Escária) para acertar um acordo entre os três partidos. Vitor Gaspar recebeu carta-branca do primeiro-ministro para acolher as propostas do maior partido da oposição e tentar enquadrá-las no Orçamento do Estado de 2012, desde que cumpram os requisitos previamente definidos: uma distribuição da consolidação orçamental entre 2/3 do lado da despesa e 1/3 do lado da receita, distribuindo de forma "equitativa" a austeridade pelos vários sectores da população.

Na reunião da última sexta-feira, chegou-se a um entendimento de princípio sujeito a uma condição ‘sine qua non': durante o fim-de-semana, uma equipa técnica do Ministério das Finanças iria proceder a cálculos para avaliar o impacto que estas duas alterações provocarão nas contas do OE/2012, mas o PS teria de apresentar medidas do lado da receita que compensem o aumento da despesa do Estado, sem que se comprometa a meta de défice fixada pela ‘troika' para o próximo ano: 4,5%. Tanto pelo alargamento do tecto mínimo a partir do qual os pensionistas são penalizados no seu rendimento, como pelo aumento do valor a partir do qual perderão na totalidade os subsídios de Natal e de férias resulta uma alteração dos fundamentos em que assenta o Orçamento do Estado de 2012 .

fonte:http://economico.sapo.pt/n

Comentar:

Mais

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

Este blog tem comentários moderados.

Mais sobre mim

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Links

Politica de privacidade

Arquivo

  1. 2016
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2015
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2014
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2013
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2012
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2011
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D