Novos subsídios de desemprego sobem 56%

Esta é a maior subida em mais de dois anos.

Em Outubro, a Segurança Social aceitou 19.286 pedidos de subsídio de desemprego (prestação principal), o segundo valor mais elevado desde Janeiro de 2010. De acordo com os dados publicados ontem, o número de novos subsídios só foi ultrapassado em Setembro, altura em que superou os 23 mil, coincidindo também com o maior número de sempre de novas inscrições nos centros de emprego.

Outubro apresenta valores mais baixos mas, ainda assim, bastante significativos. Os novos pedidos de subsídio subiram 56,1% face ao período homólogo, a maior subida desde Junho de 2009. Juntando o subsídio de desemprego à prestação social (atribuída a agregados mais pobres), a subida homóloga é de 45,5%, também a maior em mais de dois anos. Isto porque os novos apoios sociais recuaram 5,4%.

Olhando já para o total de subsidiados, regista-se uma subida homóloga de 2,2% (o segundo crescimento do ano) no número de pessoas a receber a prestação principal, para 241,6 mil. Já o número de beneficiários de subsídios sociais de desemprego caiu 35,4% (a quebra mais baixa do ano), para 51,9 mil. Juntando todas as prestações, o recuo é de 7,3%, em clara desaceleração face aos meses anteriores.

fonte:http://economico.sapo.pt/

publicado por adm às 13:46 | comentar | favorito