Intermarché de Esposende pede insolvência

A administração do Intermarché de Esposende pediu a insolvência e os cerca de 30 trabalhadores da loja, que é franchisada, bateram este sábado «com o nariz na porta».

Os trabalhadores têm em atraso o subsídio de férias e o salário de Outubro, disse à Lusa António Silva, do Sindicato dos Trabalhadores do Comércio, Escritório e Serviços do Minho.

«Ainda na segunda-feira reunimos com a administração e nada nos disseram acerca do pedido de insolvência. Ontem [sexta feira] fomos surpreendidos com a publicação desse mesmo pedido».

Hoje de manhã, os trabalhadores apresentaram-se ao trabalho mas encontraram as portas fechadas.

A loja de Esposende do Intermarché está franchisada, sendo gerida pela empresa Super Esposende.

«O mais certo é que os mesmos patrões reabram ali ou noutro local, com outro nome, mas sem assumir as responsabilidades pelas dívidas daquela loja», admitiu o sindicalista.

A Lusa tentou ouvir a administração da loja, mas sem sucesso.

fonte:http://www.agenciafinanceira.iol.pt/e

 

publicado por adm às 22:56 | comentar | favorito
tags: