Aviões ficam em terra a 24 de Novembro

Controladores aéreos, operadores de ‘handling’ e tripulantes aderem à greve geral.

Ainda estão por definir os serviços mínimos a cumprir pelos controladores aéreos a 24 de Novembro, mas parece certo que a greve geral marcada pelas duas centrais sindicais terá um forte impacto na aviação. À excepção do Sindicato dos Pilotos da Aviação Civil (SPAC) todos os restantes sindicatos do sector avançaram com pré-avisos de greve.

A antecipar um dia difícil, a TAP deixou de aceitar reservas para 24 de Novembro há cerca de uma semana e está informar os passageiros que "serão facilitadas mudanças para outras datas". O Diário Económico procurou saber junto da TAP quantos clientes já tinham pedido para alterar voos, mas a companhia aérea não disponibilizou mais informação. No caso da SATA, o ‘site' da empresa não assume nenhum voo entre Lisboa e Ponta Delgada nessa data. Contactado o ‘call center' da empresa, a informação é que, devido à greve, apenas se realizará o voo das 18h10.

Entre os trabalhadores abrangidos por pré-avisos de greve sectoriais estão, além dos controladores aéreos, o pessoal de cabine e os trabalhadores de assistência em terra - quer da Groundforce, quer da Portway (empresa do grupo ANA).

No caso do Sindicato Nacional do Pessoal de Voo e da Aviação Civil (SNPVAC), e ainda que o sindicato seja membro fundador da UGT e estivesse abrangido pelo pré-aviso de greve, a direcção que representa trabalhadores da TAP, SATA e White, entre outras, decidiu convocar os associados para que votassem a adesão à paralisação. A adesão à greve geral foi, segundo fonte sindical, "votada favoravelmente por uma maioria clara".

Os trabalhadores do ‘handling' vão parar contra das medidas de austeridade impostas pelo Orçamento do Estado 2012, mas também, dizem em comunicado "contra o total desrespeito com que o Governo trata questões de elevada importância estratégica para o país, nomeadamente todo o sector da aviação civil e aeroportos".

fonte:http://economico.sapo.pt/n

publicado por adm às 08:26 | comentar | favorito
tags: