Estradas de Portugal discorda da versão da KPMG

A Estradas de Portugal veio hoje reiterar todas as informações que prestou à Comissão Parlamentar a 2 de Novembro.

Na sequência das declarações de hoje dos administradores da KPMG, a Estradas de Portugal (EP) "vem reiterar todas as informações prestadas no âmbito da audição da Comissão Parlamentar de Economia e Obras Públicas no passado dia 02 de Novembro."

"EP irá analisar detalhadamente o teor das declarações hoje proferidas pela empresa KPMG no âmbito da mesma Comissão, pelo que reserva, desde já, o seu direito de desenvolver as iniciativas adequadas às conclusões dessa análise, uma vez que aquela empresa nunca manifestou junto da EP qualquer situação dessa natureza", refere o comunicado da empresa.

Em causa está o documento que foi apresentado na passada quarta-feira quando a administração da EP veio à comissão divulgar o documento de comparação de encargos e receitas para o Estado entre os dois modelos rodoviários, alegadamente elaborados em conjuntos entre as Estradas de Portugal e a KPMG.

No entanto, Fernando Faria, administrador da KPMG, presente na comissão parlamentar de Economia e Obras Públicas, afirmou hoje que só teve conhecimento do documento da Estradas de Portugal ontem, "através da comissão".

Luís Magalhães, outro administrador da KPMG, frisou ainda que a relação contratual com a EP está neste momento a ser reequacionada.

fonte:http://economico.sapo.pt/

publicado por adm às 23:01 | comentar | favorito