Empresas com despedimentos colectivos duplicaram

Os despedimentos colectivos concluídos este ano até Setembro levaram a que 3822 trabalhadores ficassem no desemprego. Um número superior em mais de 62% ao verificado em igual período de 2010 e que corresponde a mais 1469 pessoas sem trabalho. Em termos de empresas envolvidas em processos de despedimento colectivo, o número praticamente duplicou, passando de 216 para 412.

Estes são dados divulgados pela Direcção-Geral do Emprego e das Relações do Trabalho e atestam o agravar da situação económica do país e das empresas. Em termos de regiões, Lisboa e Vale do Tejo regista o maior número de trabalhadores, num total de 1649 desempregados.

No entanto, o número de empresas envolvidas é o mesmo tanto em Lisboa e Vale do Tejo como na região Norte: 171. A Norte, o número de trabalhadores afectados baixa um pouco, para 1622. As duas regiões em conjunto têm mais de 85% dos trabalhadores com processos de despedimento colectivo concluídos em 2011.

Em termos da dimensão das empresas envolvidas nestes processos, refira-se que foram as médias empresas as mais trabalhadores despediram, num total de 1384 pessoas, provenientes de 63 sociedades. Seguem-se as pequenas empresas, que mandaram para o desemprego 901 trabalhadores, provenientes de 171 sociedades.

fonte:http://www.dinheirovivo.pt/

publicado por adm às 22:53 | comentar | favorito
tags: