Reformados com pensões altas perdem direito ao passe social

O secretário de Estado dos Transportes anunciou hoje que "alguns dos passes tal como os conhecemos vão acabar".

No Fórum TSF desta segunda-feira, Sérgio Monteiro adiantou que "o principio de que a subsidiação é feita transversalmente independentemente do rendimento é um principio que nós [Governo] não subscrevemos".

Diz o responsável que "alguns dos passes tais como os conhecemos vão acabar. Passes de valor reduzido que nós vamos querer adequar em função do rendimento. Não é aceitável que cidadãos já reformados que tenham rendimentos de quatro, cinco ou seis mil euros tenham acesso a títulos de transporte do mesmo valor que reformados que ganham 400 euros", explicou o secretário de Estado.

Por isso, acrescenta, "queremos que todos os titulos de transporte no qual ainda subsistem situações de transversabilidade de subsidiação desapareçam e que possamos ter a subsidiação indexada ao rendimento", sublinhou.

Governo admite aumentos nos transportes acima da inflação

O secretário de Estado dos Transportes admitiu ainda que os bilhetes dos transportes públicos podem aumentar para valores acima da inflação.

"Estamos a fazer tudo o que está ao nosso alcance, para que o ajustamento, que é necessário fazer do ponto de vista de custos, seja feito agora do lado da poupança", mas "não temos nenhuma decisão tomada nessa matéria", começou por referir Sérgio Monteiro.

O governante disse que o Executivo está a implementar medidas que julga "importantes" para conseguir essa mesma poupança, até porque não é possível "manter a situação de défices crónicos de exploração" nos transportes.

Mas para isso, "teremos pelo menos de fazer o ajustamento à inflação desses mesmos títulos de transporte no próximo ano", advertiu.

fonte:http://economico.sapo.pt/

 

publicado por adm às 22:15 | favorito
tags: