RTP avança com plano para despedir 300 trabalhadores

Novo plano de rescisões voluntárias na RTP avança no próximo mês e contempla a saída de 300 trabalhadores.

A administração da RTP já deu a conhecer as linhas gerais do plano de sustentabilidade económica e financeira da empresa. Em causa estão medidas como a redução de 50% dos fundos entregues pelo Estado e a saída de até 300 trabalhadores da emissora pública, para a qual existem verbas disponíveis.

Guilherme Costa, presidente da estação pública, assegurou hoje que o plano contempla três três eixos de actuação que vão permitir o corte de custos: a redução das ineficiências remanescentes na RTP - uma poupança estimada de 20 milhões de euros -, a reconfiguração do portefólio de canais do grupo - de dois para um canal, que reduzirá os custos em 40 milhões -, e ainda a reestruturação financeira, ao nível da eliminação dos capitais próprios negativos.

"Tínhamos três premissas políticas, impostas pelo Governo, às quais respondemos com três eixos de actuação", revelou o administrador.

Guilherme Costa revelou ainda que 2012 será o ano da transição. A partir de 2013, os encargos públicos entregues à RTP serão de perto de metade dos actuais, passando de 300 para perto de 150 milhões de euros.

O novo plano abre ainda um novo Programa de Apoio às Saídas Voluntárias (PASV), disponível a partir do próximo mês de Novembro.

fonte:http://economico.sapo.pt/

publicado por adm às 22:12 | comentar | favorito