Estado vai poupar 300 milhões nos remédios

Contas da Apifarma mostram que até ao final do ano o Estado vai poupar 300 milhões com os medicamentos em ambulatório.

O Estado vai conseguir poupar cerca de 300 milhões de euros em medicamentos este ano. As contas são da Apifarma e baseiam-se na quebra de despesa acima dos 20% no mercado do ambulatório (medicamentos vendidos nas farmácias).

O protocolo assinado entre a Apifarma e o anterior Governo previa uma contenção da despesa na ordem dos 200 milhões de euros para o ambulatório, um valor que já foi superado, disse ontem Almeida Lopes, presidente da Apifarma, associação que representa as empresas do sector farmacêutico. Na base do acordo estava ainda um crescimento zero da despesa no meio hospitalar. Mas aqui os números não são claros.

Dados da Administração Central do Sistema de Saúde, o braço financeiro do Ministério, apontam para uma quebra ligeira na despesa este ano (0,8%), mas os dados do Infarmed mostram o contrário. Até Agosto, a despesa cresceu 3,1% face ao período homólogo. A discrepância nos números pode ser explicada pelo facto do reporte dos hospitais incluir em alguns casos, e noutros não, os descontos conseguidos junto da indústria.

fonte:http://economico.sapo.pt/n

publicado por adm às 08:18 | comentar | favorito
tags: