PSD discorda implicitamente do Presidente da República

O PSD discordou hoje implicitamente do Presidente da República ao considerar que o corte dos subsídios de férias e de Natal não viola o princípio da equidade, insistindo que Portugal não pode falhar os seus compromissos.

Questionado esta tarde sobre as declarações do chefe de Estado, o líder parlamento do PSD, Luís Montenegro, garantiu que os sociais-democratas e o Governo "acompanham as preocupações" de Cavaco Silva de que os sacrifícios tenham "uma repartição equitativa" e possam "pesar mais para quem pode mais e pesar menos ou não pesar mesmo para quem pode menos".

O Presidente da República considerou hoje que a suspensão dos subsídios de férias e de Natal da administração pública e dos pensionistas prevista na proposta de lei do Orçamento do Estado para o próximo ano é "a violação de um princípio básico de equidade fiscal".

"Nós temos também essa preocupação e pensamos que as políticas que o Governo tem implementado e a proposta de Orçamento que apresenta à Assembleia da República têm essa salvaguarda", afirmou, lembrando que a necessidade "imperiosa" do país cumprir os seus compromissos exige medidas que de facto são muito difíceis.

"Perante as dificuldades que temos pela frente, perante a necessidade imperiosa de cumprirmos os compromissos, para não termos medidas, essas sim eivadas e inspiradas de muita iniquidade, quais sejam cortar salários, cortar pensões (...) para evitar termos de chegar a uma situação dessas, nós tivemos de tomar esta medida", acrescentou.

Sem nunca dizer claramente que o PSD rejeita a análise do chefe de Estado e sem dizer a expressão "equidade fiscal" utilizada pelo Presidente da República, Luís Montenegro insistiu na necessidade de cortar os subsídios de férias e de Natal da administração pública, classificando-a como "absolutamente necessária" para Portugal continuar a cumprir os seus compromissos, financiar as despesas públicas e a economia.

fonte:http://www.dinheirovivo.pt/

publicado por adm às 23:55 | comentar | favorito
tags: