Impostos: portugueses pagam mais até a dormir

A partir do momento em que acordamos até nos deitarmos, vamos pagar mais impostos em 2012. 

No momento que acordamos e acendemos a luz já estamos a pagar impostos. A factura da electricidade vai aumentar dois euros por mês devido ao novo imposto sobre a energia e também devido ao aumento das tarifas.

Depois sai de casa para tomar um café e vai de carro para o trabalho. Dois gestos que também vão sair mais caros no próximo ano - o café vai aumentar seis cêntimos, devido ao aumento do IVA, e a contribuição rodoviária também vai subir, assim como o selo do carro. Além disso, se pensa em comprar automóvel novo prepara-se: os impostos inerentes também sofrem um aumento.

Se é funcionário público já sabe que vai perder uma parte ou a totalidade dos subsídios de férias e de Natal, ao passo que, se for trabalhador do sector privado, vai ter de trabalhar mais. Além disso, em ambos os casos vai pagar mais pelas refeições diárias e pelas compras no supermercado.

Gastos a que se juntam as despesas da casa - o IMI vai aumentar e as deduções com as despesas de habitação ficam limitadas a 15%.

Além disso, quem tem filhos vai paga ainda mais pela educação.

Mas até nos tempos livres, os portugueses vão pagar mais impostos - os bilhetes de cinema e de futebol vão ficar mais caros.

E se é fumador, pense duas vezes: cada maço de tabaco vai custar mais 10 cêntimos em 2012.

fonte:http://www.agenciafinanceira.iol.pt/

publicado por adm às 23:34 | comentar | favorito