Centrais sindicais propõem 24 de Novembro para greve geral

 

Amanhã, em separado, UGT e CGTP vão anunciar a data da paralisação. Greve vai decorrer numa quinta-feira.

Vinte e quatro de Novembro é a data proposta para a próxima próxima greve geral, convocada pela UGT e pela CGTP. A Renascença apurou que este foi o dia que Carvalho da Silva e João Proença levaram hoje às reuniões do Conselho Nacional e do Plenário, respectivamente, para que os órgãos digam de sua justiça.

A confirmar-se, a greve geral realiza-se numa quinta-feira, exactamente um ano depois da paralisação de 2010. A 24 de Novembro do ano passado, e pela primeira vez em mais de 20 anos, as duas centrais sindicais portuguesas uniram-se no protesto contra a austeridade e os cortes salariais na administração pública impostos pelo governo socialista de José Sócrates.

Este ano, o Governo de Passos Coelho pediu mais sacrifícios aos portugueses. Os trabalhadores da função pública e do sector empresarial do Estado vão perder inclusivamente os subsídios de férias e de Natal até 2013.

Ao contrário do que aconteceu no ano passado, em que a UGT acabou por aderir à greve convocada inicialmente só pela intersindical, as duas centrais avançaram este ano juntas e rapidamente.

Vinte e quatro de Novembro é assim uma data simbólica e que ao mesmo tempo pode travar as habituais críticas às greves realizadas à sexta-feira, que tendem a proporcionar um fim-de-semana alargado. As duas centrais esperam que uma grande parte da população portuguesa participe na greve.

Amanhã, quarta-feira, mas em separado, UGT e CGTP vão anunciar a data da greve geral.

fonte:http://rr.sapo.pt/i

publicado por adm às 22:07 | comentar | favorito