Altas figuras do Estado perdem até 20 mil € com cortes

Os cortes previstos no Orçamento do Estado para 2012 não poupam os políticos. Cavaco Silva vai receber menos 20 mil euros.

 

 

 

 

O Presidente da República abdicou do salário enquanto Chefe do Estado, para optar pelos dez mil euros mensais da reforma. Agora, com o corte dos dois subsídios, Cavaco Silva vai receber menos 20 mil euros em 2012 e 2013.

 

 

A presidente da Assembleia da República, Assunção Esteves, recebe um salário base de 5.494 euros mensais (já depois do corte de 10% no salário introduzido este ano). No próximo ano vai perder 10.998 euros no rendimento.

 

 

O presidente do Supremo Tribunal de Justiça, Noronha Nascimento, aufere um salário base de 4.892 euros mensais. Ou seja vai sofrer uma quebra anual no rendimento de 9.784 euros em 2012 e 2013 devido ao corte dos dois subsídios.

 

Paulo Macedo é o membro do Governo que declarou rendimentos mais elevados em 2010: 846 mil euros. Ainda assim, enquanto ministro da Saúde, Macedo ganha agora um salário base de 4.567 euros. Ou seja, perderá 9.134 euros em 2012.

 

 

O líder parlamentar da bancada socialista recebe ao final do mês 3.815 de salário base (mais 740 euros de despesas de representação). No próximo ano, Carlos Zorrinho terá um corte no rendimento de 7.630 euros.

 

fonte;:http://economico.sapo.pt/n

publicado por adm às 13:32 | comentar | favorito
tags: ,